segunda-feira, 26 de agosto de 2013

  Olá meus amigos e amigas, a quantos milhares de anos não os escrevo! Bom, tempo é realmente algo muito precioso, mas escrever é maravilhoso e eu estou devendo há tempos pra vocês uma boa resenha. \o Hoje eu estou aqui para falar de Nine: Time Travel Nine Times. Que drama loooooooooooooooouco. Eu pirei umas 9 vezes com esse drama. Todas às vezes que o infeliz voltava no tempo era uma complicação T.T. Bom, chega de ladainha...vamos aos comentários?


  Sinopse: Park Sun Woo (Lee Jin Wook) tem a chance de voltar 9 vezes ao passado para resolver um assassinato há 20 anos atrás. No entanto, isso trará consequencias a todos os envolvidos, inclusive ele mesmo.

As pessoas possuem uma vontade, que eu sinceramente não sei de onde ela vem, de mexer naquilo que está quieto. Nosso Park Sun Woo faz isso incríveis nove vezes. Acontece que ele podia fazer isso e deixar o telespectador menos angustiado. Nossa! O que esse homem me deixou nervosa não está escrito! Para resumir, ele faz você pirar na batatinha junto com ele. o.o O que ele na verdade quer mesmo, e a sinopse não deixa claro, é solucionar um crime do passado. Crime este que envolve o assassinato de seu pai. Tendo em vista esse pensamento, ele, mas só ele mesmo, acha que, chegando ao passado, vai conseguir NÃO fazer merda durante os 30 minutos que lhe são dados como uma maldição, solucionar esse crime..e simplesmente..ser feliz.

O que nós doramáticos já sabemos, no entanto, é que dramas assim sempre vão dar em merda.!  Raramente isso não acontece. Apesar disso, de todas as complicações, CARA, sério, não tem como não se envolver psicologicamente com esse drama. Sinceramente, queria bater um papo reto com os roteiristas...os caras viajaram tão legal, que eu gostei mesmo do drama. Ruim mesmo é quando a viagem não é legal, mas eu garanto pra vocês que é realmente demais! Vale muito a pena assistir.


Essa mistura de presente e passado me deixou por vezes perturbada. tenho mania de pensar em outros universos alternativos... será que só existia um passado de 20 anos atrás? Olha o que esses roteiristas fizeram comigo..tô simplesmente viajando já. Pirando na batatinha. Cara, pro Sun Woo do passado era mais fácil...afinal, ele recebeu muitas dicas, mas eu gostei mais dele. Aquela cara de novinho pidão me conquistou *o*... Voltando, eu fiquei com muita peninha de todo mundo do presente, ou futuro...como vocês quiserem! Os pobrezinhos surtaram tanto, mudaram de realidade tantas vezes... Quem ainda não viu, não deve estar entendendo bulhunfas, né? Não se desesperem, pois, na maior parte do drama, vocês também sentirão que não estão entendendo, mas faz parte. Aí acontece outra coisa e vê que aquilo que você havia entendido já não faz mais sentido e você já está entendendo outra coisa e assim vai. Percebem o sofrimento que é assistir esse drama? Mas gente, é um sofrimento, que não é sofrimento... (que contradição >.<'). Você se sente instigado com o mistério dos incensos, o mistério do passado...e as consequências, as malditas consequência. Gente, o drama é demais..assistam!





  Uma personagem que eu realmente gostei e curti de verdade foi a louca da  Min Young. Eu achava o cabelo dela muito bizarro no começo, mas depois a ajeitaram mais. A taradisse dela me conquistou. Ela era completamente louca, gente, ela surtava! Pode-se adicionar aí também um pouco de identificação pessoal nessa bem-querência toda. A pobrezinha sofreu horrores nas mãos do Luciano Zafir da Coréia (eu achei a cara, vocês não?). Ele foi muito traste ao torturar a pobre coitada. Sun Woo foi um personagem interessante. O coitado..achava que estava fazendo um bem, mas ele carregava uma grande maldição. Gente, essa fábula tem uma lição de moral viu...a sigam e, se acharem algum incenso por aí..evitem, porque não dá certo!



  O pobre médico. Gente, eu curti tanto esse personagem... Ele foi simplesmente demais. Engraçado, neurótico, amigão e por pouco, mas muito pouco mesmo..esquizofrênico. \o O irmão dele...fez muita merda, mas eu acabei ficando com pena dele no final das contas. Afinal, ele estava perturbado com tudo que havia acontecido. :/ É uma situação muito difícil de se julgar, de perdoar.



Gente, que velho bandido, que velho asqueroso. Que personagem irritante. Sinal de que ele desempenhou lindamente o seu papel (¬¬). Irritei-me horrores. Um bandido de 'responsa' mesmo diria eu.




Impossível falar de Nine e não se estender. Para finalizar, eu vou falar dos beijos... (--'). Essas mulheres me decepcionam, mas o Luciano Zafir se garantiu. Joinha pra ele. Galera, Nine é um drama denso, que tem conteúdo, que te surpreende a cada episódio. É dinâmico, não dá tempo de se cansar. As coisas acontecem velozmente. Depois de matutar e discutir o final com algumas pessoas pra tentar entender, eu acredito que finalmente entendi. E, se for aquilo que realmente penso que seja, é de todo coerente e inteligente, porém...se você for parar para analisar a vida de cada um das personagens..você pode se entristecer um pouco. É a realidade do drama. Não vou mentir pra vocês. 
Galera, é isso. Em breve mandarei notícias. fiquem atentos e comentem bastante. Super beijos ;*




Posted by Cecília On 23:11 6 comments READ FULL POST
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube