quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

     Gente, hoje eu trago mais um drama que vem bombando entre as doramaníacas de plantão: I Miss You. Confesso que tenho muitas revoltas e reivindicações em relação a este drama, mas no geral, ele foi muito, mas muito bom mesmo. Vamos aos comentários?




      Sinopse: Soo-Yeon (Kim So-Hyun) de 15 anos é uma vítima de bullying na escola. O alvo é ela porque seu pai é um assassino. Soo-Yeon tem um aliado em Jung-Woo (Yeo Jin-Ku), que sempre a protege de intimidações. Soo-Yeon e Jung-Woo estão apaixonados, mas devido a um acidente inesperado eles se separaram. Agora, adultos, se encontram novamente através do destino.
     Jung-Woo (Park Yoo-Chun) é agora um detetive e seu primeiro amor sempre se manteve em sua mente. Soo-Yeon (Yoon Eun-Hye) é agora uma designer de moda novata que tenta ter uma personalidade brilhante, mas ainda carrega as cicatrizes emocionais dentro dela. Hyung-Joon (Yoo Seung-Ho) é amante de Soo-Yeon, que parece quente e agradável, mas ele vai tentar vingar-Jung-Woo.


     Gente, que elenco foi esse? Confesso que quando soube que Yoochun e Eun Hye trabalhariam juntos, não quis nem saber que tipo de história estava por vir. Mas eu adorei o fato de eles estarem envolvidos num trabalho como I Miss You, com uma pegada mais dramática e que sugaria o melhor deles em atuação. E devo dizer que o drama superou minhas expectativas apesar de algumas "enrolações" do meio para o fim.




     Minha maior surpresa foi o elenco juvenil presente na primeira fase dessa história. Se pudesse descrevê-los em única palavra eu diria: FANTÁSTICO! Eles se entregaram de uma forma, que pude sentir todo o sentimento que era transmitido. Na verdade, já havia visto outros trabalhos desses dois como em The Moon That Embraces The Sun(melhor dorama de 2012!) e Rooftop Prince( Kim So-Hyun) e eles já haviam mostrado do que eram capazes. Eles utilizaram toda a emoção necessária para desempenhar os papéis além de esforço e  muita entrega. E isso podia ser facilmente percebido: causava-me arrepios suas tão ricas atuações. Além disso, eles possuíam a grande responsabilidade de representar cenas fortes e precederem a grandiosíssima Eun Hye e o meu querido Yoochun. Tudo isso pesa e nossa, eles foram estupendos ao realizar o que eles deveriam realizar. Principalmente a Kim So-Hyun! Ela mostrou que pode fazer outros papéis, sendo versátil como uma atriz deve ser.



     Alguém pode me explicar toda essa química? Que casal mais lindo e sintonia! Eu sabia que pudia esperar muito desses dois. Principalmente eles sendo os maiores chorões e beijoqueiros da Coréia. Eles me emocionaram muito. Eles foram impecáveis e cumpriram os seus papéis. E a ost então? Tudo estava em perfeita harmonia. 
    Mas, eu acredito que, por vezes, o drama, durante alguns episódios que se sucederam entre o meio e o final,  não caminhavam, não saíam do lugar. Eu senti uma falta de dinâmica, uma sensação estática. Tanto que eu achei que não seriam necessários mais episódios. Porém, do meio para o fim a dinâmica de acontecimentos volta a reinar. Mas, isso não influencia e tão pouco interfere na grandiosidade desse drama. 
   Em geral, eu gostei muito da personagem Lee Soo-Yeon. A pobre coitada sofreu praticamente durante todo o drama. E o meu maior medo é que ela continuasse sofrendo no final. Eu acredito que todas as atitudes de Lee Soo-Yeon tenham sido pertinentes e condizentes com seu estado. Afinal de contas, ela acreditou que havia sido abandonada no momento mais difícil de sua vida por seu grande amor e Kang Hyung-Joon foi sua família durante 14 anos. Nada mais justo do que ela querer protegê-lo e não querer abandoná-lo. Sua situação era a mais difícil de todas. Mas, quando ela resolveu entrar na toca do leão eu mal acreditei..pela primeira vez ela estava realmente sendo burra.Vocês vão entender ao assistir.
     Han Jung-Woo foi outro pobre coitado que sofreu não somente pela "perda" do grande amor de sua vida diante da maior covardia que ele poderia ter feito, mas também por todas as circunstâncias familiares em que ele estava envolvido. O que as pessoas podem fazer por dinheiro, não está escrito! Han Jung-Woo era um detetive de quinta que deixou o pobre cavalo manco do Harry passá-lo a perna um par de vezes. Ainda estou para entender o apelido de coelho louco. Descobri que a polícia pode ser ruim aqui e na Coréia. Sinceramente, senti muita raiva nos momentos cruciais em que eles deixavam escapar os fatos e as pessoas mais importantes. Harry estava tão indignado com isso que ele próprio entregou dezenas de pistas e disse: "vai que é tua Han Jung-Woo" e mesmo assim eles tinham uma imensa dificuldade de apurar os fatos. 


     Seung-Ho foi outro que me surpreendeu. Lembro-me que assisti alguns de seus trabalhos, mas nunca havia dado importância suficiente para ele. Mas ele foi bastante feliz na interpretação e na representação de Harry ou Kang Hyung-Joon para os íntimos. Este último era um pobre produto do meio em que viveu. Ninguém mandou ele nascer numa família totalmente desequilibrada e virar um assassino em série. Sua mãe bem que poderia ter desistido do dinheiro. Ficar com o meu filhinho seria mais importante que qualquer coisa. Então, Kang Hyung-Joon teve azar ainda maior em ser meio-irmão de Han Tae-Joon, o personagem mais peçonhento de toda a história. Ele não possuía escrúpulos. Seu amor maior era o dinheiro. E a família que fosse para o espaço. Mas nada justifica o assassinato de pessoas inocentes, portanto apesar de Kang Hyung-Joon  não me desagradar, ele não não merecia um happy ending.


     No que diz respeito ao restante do elenco eu acredito que a personagem que mais sofreu modificações significativas foi a mãe de Lee Soo-Yeon, Kim Myung-Hee. Ela era uma cobra e uma mãe desnaturada de fato, mas acredito que ela sentiu muito e pagou por todos os seus pecados durante 14 anos. Ela se tornou uma personagem muito agradável. Adorava o relacionamento dela e de Han Jung-Woo. o carinho que eles nutriam um pelo outro foi significativo e lindo.O detetive Kim Sung-Ho foi, de longe, o personagem mais decente dessa história. Pena que ele não viveu muito para desfrutar de bons momentos ao lado de todos os seus filhos (?).A enfermeira Jung fez vergonha a todas enfermeiras desse Brasil (digo isso como futura enfermeira), dispensa comentários. Han Ah-Reum e Kim Eun-Joo foram um pouco esquecidas e ao mesmo tempo lembradas de uma hora para outra.



     E o que esperar dos beijos dos maiores beijoqueiros da Coréia? Bom, POR QUE NÃO FILMARAM DE PERTO AS MELHORES PARTES? Eu não sei. -.- Mas eles não me desapontaram. O Yoochun fazia uma cara de cachorro faminto e não louco! Quem não daria um doce beijo numa boca tão linda e vermelhinha dessas? Espero que vocês tenham gostado do post, galera.
     Queria muito agradecer a minha Unnie do Dorama Online que traduziu esse dorama, fazendo um trabalho incrível! O download pode ser feito no Dorama Online.
Posted by Cecília On 23:59 10 comments READ FULL POST

domingo, 3 de fevereiro de 2013

   Gente, hoje eu trago pra vocês uma comédia super gostosa de se ver: A Gentleman's Dignity. Fazia algum tempo que eu vinha acompanho esse drama pelo Ohayo, mas a verdade é que toda espera valeu muito a pena. Eles a concluíram recentemente e eu recomendo de verdade que vocês assistam.



   Sinopse: Da mesma escritora de Secret Garden e City Hall, chega agora a história de 4 amigos que já estão nos seus 40, Kim Do Jin, Im Tae San, Choi Yoon e Lee Jung Rok, suas relações amorosas, êxitos e fracassos. Uma história engraçada que promete, não percam!



   O interessante desse drama é que ele aborda uma das fases da vida que nós costumamos ter muito medo de viver: os quarenta. O drama traz problemas reais, dramas reais, conflitos reais, por vezes ,o sucesso e os insucessos e também os relacionamentos conturbados que nos aguardam nesta fase da vida, as responsabilidades. Tudo isso está envolto num clima bem light e descontraído, afinal é uma comédia romântica bem leve, porém muito divertida e diferente. 





   Kim Do Jin é o primeiro personagem com o qual nos deparamos. E logo obtemos sua radiografia completa: um quarentão, solteiro, rico que adora curtir sua solteirisse e desfrutar das coisas boas da vida acompanhado de mulheres. Conquistador nato, Kim Do Jin sente-se desafiado ao conhecer Yi Soo. Ela não se deixa conquistar, seu coração pertence a outra pessoa. Ela não se tornaria outra de suas conquistas tão facilmente. Professora de ética, Yi Soo era verdadeiramente correta, mas não boba. Eu já disse que adoro essas mulheres bem resolvidas e decididas? Mas, quase como sempre, há uma mudança de sentimento, revira-voltas, dramas, situações complicadas. Mas gente, o romance dos dois é algo muito fofo, gostoso de se ver. Uma pegada mais forte aqui, outra acolá. Uma hora dava certo. Kim Do Jin é o maior exemplo da história dos doramas que prova que nenhum homem é uma ilha. Ele precisava do amor de Yi Soo assim como ela precisava do dele. todos precisam de amor nessa vida.



   Tae San é aquele cara tipicamente quadradão, porém correto, que namora uma mulher pseudo-independente, determinada e desinibida chamada Se Ra. O que faz uma pessoa ciumenta e intolerante como Tae San sofrer profundamente, provocar frequentes brigas e crises de ciúme.  Essa é a maior prova de que os opostos se atraem. Mas também a maior prova de que alguém sempre deverá ceder nos relacionamentos. É impossível viver feliz e ter um relacionamento constante quando ninguém dá o braço a torcer.



   Jung Rok é aquele amigo que nós temos que se "prendeu", casou-se, mas continua achando que é solteiro. Aquele típico amigo que os homens vivem limpando a sujeira e escondendo tudo "debaixo dos panos". Mas o pior de tudo não é isso. Ele casou-se com a poderosa Min Sook, a mulher mais rica e apaixonada de Gangnam. Já podemos imaginar o quanto ela sofre. Mas Sook não é só rica e poderosa, ela também é dura na queda. Ela representa  a mulher que ameça divorciar-se centenas de vezes mas acaba nunca o fazendo. Eu gostei muito dessa personagem em particular: ela tinha um porte e uma elegância realmente deslumbrantes. Fora sua personalidade e experiência. Experiência essa em relação a vida, porque no que diz respeito aos homens todas as mulheres do mundo, por mais inteligentes e poderosas que sejam, pecam. Ela sempre tinha umas frases muito marcantes. E o Do Jin também, incrivelmente...Mas, enfim, eles são panelas velhas..alguma coisa para ensinar eles tem!



   Choi Yoon é o personagem mais carismático dessa história, pelo menos pra mim. Ele vive uma situação difícil em relação ao amor. Advogado dos diabos (seus amigos), ele não pode desfrutar do amor de uma bela jovem alguns muitos anos mais nova do que ele por esta ser simplesmente a irmã de um de seus melhores amigos. Isso mesmo, a irmã de Tae San: o intolerante e quadradão da história. A situação de Tae San não é fácil e eu até entendendo. Isso seria difícil em qualquer cultura. Apesar, é claro, do advogado Choi ser o cara mais decente de toda a história. Me Ah Ri, a bela jovem, correu atrás do pobre homem praticamente durante todo o drama. O pobre coitado não podia fazer nada. Ele nunca se aproveitou dela. Ele até tentou evitar, desconsiderar seus sentimentos. Mas o amor sempre vence no final, gente. Me Ah ri me irritava com sua choradeira e, por vezes, imaturidade, mas ela não me desagradava. Ela era fofinha. E quer saber de uma coisa? Eu também lutaria por amor, mesmo que proibido. \o/





   Perceberam como a história traz dramas reais? Eu achei bastante interessante todas as abordagens feitas. Até os ensinamentos do Do Jin eram aproveitáveis. Esse lance de que o amor não tem idade. Até a adoção foi abordada. Adorei a ost desse drama, principalmente a música tema de Me Ah Ri e Choi Yoon. Fora as músicas que por vezes eles cantavam. Yi Soo fez o favor de cantar pessimamente mal a música Blue (big bang), mas eu desconsiderei. Também curti muito a participação do Jong Hyun na história, os alunos da professora.E o que dizer da participação do lindinho do Yong Hwa também. Já estou morrendo de saudades desse drama. A moral da história é que os garotos não amadurecem, só se tornam mais velhos. E as mulheres que vivem ao lado deles é que os tornam cavalheiros. É mulheres, nós somos verdadeiramente poderosas. Precisamos desfrutar do nosso poder. Nossa, eu já estou com saudades desses quatro amigos. Muito legal a amizade deles. O download pode ser feito no Ohayo Dramas Fansub.



Posted by Cecília On 13:15 6 comments READ FULL POST
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube