segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Quem me conhece sabe que eu odiei Secret Garden (tanto que não consegui terminar...) e sabe que eu amei A Gentleman's Dignity. Então, por que não dar uma chance para I Hear Your Voice? *o* Acabei gostando demais dessa historia maluca. <3' Vamos aos comentários?


Sinopse (Hanah Fansubs): Aos nove anos de idade, Soo Ha (mais tarde interpretado por Lee Jong Suk) e seu pai sofrem um acidente de carro quando de repente foram atingidos por um caminhão dirigido por Min Joon Kook (Jung Woong In). Min Joon Kook, em seguida, sai de seu caminhão com um bastão de beisebol e salta sobre o capô do carro. Os olhos de Soo Ha e Min Joon Kook se encontram através do para-brisa. De repente, Soo Ha é capaz de ouvir os pensamentos violentos do homem.

Min Joon Kook, ataca o pai de Soo Ha com o taco de beisebol. Soo Ha está completamente chocado. Quando Min Joon Kook vira para atacar Soo Ho, o som de um flash de câmera é disparado e Min Joon Kook vai atrás de quem está tirando as fotos, salvando a vida de Soo Ha.

A pessoa com a câmera é uma jovem garota chamada Hye Sung (mais tarde interpretada por Lee Bo Young). Então, Hye Sung testemunha contra Min Joon Kook no tribunal, sendo que o mesmo afirma que o pai de Soo Ha morreu no próprio acidente de carro. Através dos processos judiciais, Soo Ha se apaixona por Hye Sung e promete proteger-la de Min Joon Kook, quando ele ameaça se vingar dela.

10 anos depois, Soo Ha agora é um estudante de ensino médio e ninguém está ciente de que Soo Ha possui habilidades telepáticas.
Enquanto isso, Hye Sung agora trabalha como uma advogada, mas ela não defende as virtudes da sua profissão muito bem. Ela também não é muito bem sucedida e mal ganha R$ 1.000 por mês. Sua mãe, em seguida, a empurra para se candidatar a uma posição de defensora pública, devido à sua maior remuneração.
Na sala de espera, antes de tomar sua entrevista, Kwan Woo (Yoon Sang Hyun) começa a conversar com Hye Sung, mas ela o ignora. Kwan Woo está aplicando para o mesmo cargo. Ele trabalhou inicialmente como um policial, mas voltou para a faculdade de direito para se tornar um defensor público. Durante a entrevista, fala sobre os eventos que ocorreram há 10 anos e isso ajuda Hye Sung a ter a posição de defensora pública.
Depois de Hye Sung começar o trabalho, sua imagem é postada no jornal. Soo Ha vê sua foto e torna-se confiante que ele pode finalmente vê-la, ao mesmo tempo, Min Joon Kook vê sua foto enquanto estava na prisão ele logo está previsto para ser liberado.




Depois dessa sinopse de tirar o fôlego, vocês devem ter observado que o enredo é muito bom. É uma história densa, cheia de surpresas! Primeiramente, eu gostaria de começar falando da garotinha que eu considero um fenômeno: Kim So Hyun. Essa garotinha de apenas 15 anos vem sambando na cara de muitas outras atrizes por aí com idade mais avançada. Essa garota tem realmente talento pra tudo: menina má, menina invejosa, assassina, menina boa, menina estuprada, rainha má, etc, etc, etc. As expressões dela são qualquer coisa de louco! Bom, eu me considero grande fã dessa garota. Então, em I Hear Your Voice ela brilhou mais uma vez. Participação curta, porém louvável. 


Lee Bo Young foi outra que não decepcionou. Às vezes, os atores das primeiras fases me emocionam mais, eles sugam meus sentimentos e me fazem ficar emocionada junto com eles. Logo depois, vem um atorzinho de quinta dando continuidade ao mesmo papel, só que não corresponde as expectativas iniciais. MAS, CONTUDO, PORÉM, ENTRETANTO, Lee Bo Young também sambou na cara da sociedade mostrando tanto talento. Ela foi divinamente fantástica nesse papel. Adorei o 'jeitinho' de ser todo especial que ela incorporou pra dar vida a uma personagem como Hye Sung. Essa personagem foi incrivelmente carismática, linda, imprevisível e fofa. *o*




Soo Ha, para mim, foi um personagem secundário. Não me julguem ou condenem, mas sinceramente, havia personagens mais intensos e interessantes. Eu gostava mesmo de ver a advogada Jang em ação. Até mesmo a promotora Seo Do Yeon. E eu nem falei ainda do advogado Cha e do advogado Shin. E o que dizer do bandidão Min Joon Gook???!!! Voltando ao So Ha... eu gostei dele, até torci por ele... mas, na verdade, o romance dos dois não era o meu foco quando eu parava para assistir o drama; o desenrolar da trama era muito mais emocionante em si que eu até esquecia do romance. Mas claro, adorei as cenas fofas entre os dois. A verdade é que So Ha era um meninão, metido à maduro, meio inconsequente, mas...até que ele vai crescendo ao longo da trama. Do meio para o fim, ele sobe no meu conceito (justamente por causa do processo de amadurecimento). Lee Jong Suk é bem talentoso, expressivo. Tem um grande futuro pela frente.


Lendo comentários sobre o drama, uma garota disse que adorava bandidos atrapalhados que se ferravam sozinhos (referindo-se a Min Joon Gook)... aí eu pensei: "Nossa, isso vai ser engraçado! haha". Mas depois de assistir mais e mais episódios eu parei e pensei: "oi?" Min Joon Gook é simplesmente a reencarnação do mal. O cara tinha um ar, uma expressão, uma maldade tipicamente típica de bandidos de primeira categoria. Atrapalhado?? Não mesmo. O cara era demasiadamente astuto e inteligente. Sambou na cara da polícia. Ele e o Harry Borrison (I Miss You) fariam, com certeza, uma dupla implacável dando olés e mais olés na polícia. O cara foi simplesmente "o cara" das bandidagens. Eu mesma fiquei com medo dele uma porção de vezes.

Seo Do Yeon era uma pobre coitada. Eu gosto quando certos personagens me surpreendem no decorrer de um drama. A promotora Seo Do Yeon é um grande exemplo disso. Não precisou nem chegar no meio da história, para que minhas percepções e julgamento em relação à sua personagem mudassem. É o típico caso de 'bicha má' que tem carisma. Eu adorei a evolução e metamorfose de sua personagem. [SPOILER] Gostei principalmente so relacionamento que ela desenvolve com o seu pai verdadeiro logo depois que descobre a verdade [FIM DE SPOILER].


Os advogados Cha e Shin eram duas peças raras à parte. O advogado Cha, mesmo me matando de raiva, ainda conseguiu, de certo modo, minha admiração... afinal ele era um cara correto, íntegro, porém...com uma péssima percepção e julgamento a respeito dos outros, conferindo-lhe um caráter ingênuo. Raivas à parte, eu gostei bastante de seu personagem. Já o advogado Shin tinha umas caras e bocas que só faltavam me matar de rir. Foi outro personagem que eu admirei do começo ao fim da trama. Não podemos esquecer também do louco secretário deles. Engraçado e divertido, não havia motivos para não gostar dele. Poderia ser um personagem a mais para encher linguiça e não foi. Era gostoso de assistir suas peripécias.


Falando em personagens que enchem linguiça... sabe, de uma forma geral, não existiram personagens assim. Até os dois amigos de So Ha eram engraçadinhos. Eu por exemplo, adorava ver aquela louca apaixonada por ele em ação. 







E o que dizer da mãe da advogada Jang? Bom, não há o que dizer...que mulher! Eu realmente lamentei [SPOILER] sua morte. Foi um dos momentos mais emocionantes para mim. Se não, o mais emocionante. Eu realmente chorei [FIM DE SPIOILER]. 






Agora rir mesmo eu ri do juiz. Gente, que personagem cômico! Ele deve estar arrependido até agora de ter aprovado a advogada Jang no concurso de defensora pública. Eu simplesmente me amarrei no juiz doidinho. Para garantir uma boa gargalhada, era só esperar pela sua entrada no tribunal, haha.



Por fim, eu avalio I Hear Your Voice como um drama de conteúdo muito bom. Principalmente pela complexidade e a quantidade de acontecimentos e situações que aborda sem perder o eixo. Ninguém merece um drama cheio de pontas soltas. I Hear Your Voice amarrou todas elas. A única crítica em si que eu tenho a fazer é a falta de necessidade do ultimo episódio. Poderia ter acabado no 17. Mas, os asiáticos não perdem a oportunidade de acrescentar uma pitada a mais de drama (porque já não é suficiente o sofrimento do mundo todo ¬¬) aos 45 do segundo tempo. Para encerrar, gostaria de dizer que a ost desse drama é muito gostosa. 

Galera, eu realmente me diverti e achei muito gostoso de assistir I Hear your Voice. Espero que vocês tenham gostado do post e comentem bastante. Até a próxima.

O download pode ser feito no Hanah Fansubs.

PS: E ESSA PARTICIPAÇÃO MAIS QUE ESPECIAL???


Posted by Cecília On 00:01 9 comments READ FULL POST

terça-feira, 17 de setembro de 2013

  Olá pessoas! Bom, faz realmente um tempinho que não escrevo nada no blog. A correria é realmente é um obstáculo. Mas, para alegria geral dos meus leitores,  é com grande satisfação que eu venho falar de um drama que, para mim, merece uma atenção especial: Shark! O meu aviso prévio é o seguinte: É um drama de vingança, então esperem qualquer coisa, pois tudo é imprevisível e altamente emocionante. Bom, é um aviso prévio pra qualquer drama do gênero. Supõe-se. Vamos aos comentários?


Sinopse: Han Yi Soo perde seu pai por causa da família da mulher que ama. Ele se torna alvo da família dela, então decide mudar seu rosto e esconde sua verdadeira identidade para se vingar. Mas ele luta entre o desejo da vingança e o amor de Jo Ha Woo.



  Dramas de vingança, de uma maneira geral, são divididos em duas fases. A fase que antecede os acontecimentos catastróficos e a que vem logo em seguida como uma bola de neve. Consequentemente, a primeira fase é um pouco arrastada, apesar de conter apenas quatro episódios, porque leva-se tempo para explicar aquilo que levará a todo lance de vingança. E, mesmo assim, ainda não explicam tudo, claro, pois do contrário, não teria graça. Há segredos que permanecem ocultos quase até o último momento. A primeira fase foi simplesmente divina. Tão divina como o despertar do primeiro amor... Os atores "mirins" (que não tem nada de mirins de fato) foram fabulosos. Eles foram profundos em suas interpretações e não decepcionaram um só segundo.

  Eu enrolei, enrolei e não disse nada (assim penso). Mas calma. Vou começar falando do ponto altíssimo dessa história: SON YE JIN. Bom, quem me conhece, sabe que eu sou fã de carteirinha dela. Por piores que os trabalhos dela possam ser, eu assisto todos. Ou quase isso. Há trabalhos dela que eu realmente não gostei. Não por ela, mas pelo roteiro. Mas isso é outra história. Voltando a Shark... Bom, Ye Jin vem que vem que vem com tudo e nos mostra todo seu show de atuação e interpretação. Ela dá uma aula que nos deixa de boca aberta. *o* De início, eu considerei sua personagem uma promotora muito fraca para ser promotora...É! Fraca! Uma promotora deve desconfiar até do indesconfiável para descobrir os fatos, minha gente. Coitada da Ye Jin...não teve culpa da "tapadice" da sua personagem. Mas calma, isso é em alguns momentos...depois ela melhora. E é muito fácil tachar uma promotora de tapada principalmente quando você já sabe tudo o que rola por trás! É porque é realmente muito complicado você perceber que aquilo que você acreditava não passa de uma farsa. :// vocês irão entender o motivo pelo qual ela se torna uma promotora. Mas, depois, ela mostra toda sua astúcia e parece que ela nasceu para aquilo. A personagem surpreende e mostra toda a sua coragem e vontade de justiça. Um tapa na cara de quem a achou fraca de início, como eu.

  Eu falei das atribuições da Ye Jin do que propriamente de Shark! Vou tentar recomeçar. No geral, foi um drama que manteve uma qualidade boa do começo ao fim... bom... é do começo ao fim! Aí vai depender do ponto de vista de cada um. Eu já havia falado da primeira fase, mas vale ressaltar que os atores juvenis eram simplesmente "ctrl c ctrl v" dos adultos! Eu fiquei chocada com tamanha semelhança entre todos...Com exceção do protogonista Han Yi Soo, pois ele muda de rosto. Altas plásticas, meus caros, altas plásticas... No mais, eu me surpreendi até mesmo com as expressões IDÊNTICAS da atriz 'mirim' às da Ye Jin. Fiquei realmente impressionada.  Eles fizeram uma escolha fenomenal...digo FENOMENAL. O garotinho também merece uma atenção especial...porque ele mostrou a triste profundidade que seu personagem realmente deveria ter. Uma expressão cheia de melancolia... Divinos, de fato.

  Uma coisa que me incomodou à princípio foi a expressão sem expressão do ator Kim Nam Gil . Eu tentei relevar, atribuir a falta de expressão ao contexto da situação, a história, a tudo! Tentei arranjar uma justificativa realmente plausível para o fato de ele não me transmitir nada! O ator da primeira fase conseguiu me prender muito mais em suas emoções. Mas aí, depois, você acaba por entender o verdadeiro motivo dessa falta de expressão... você se deixa tocar pelas circunstância e compreende a profundidade da sua falta de expressão. Resumindo..é um drama sobre percepções.! Há vários aspectos que devem ser analisados e percebidos.



Falando em personagens que roubaram a cena...nossa! Os bandidos desse drama realmente vieram com tudo. A dupla dinâmica referente ao seu pai e avô eram qualquer coisa de louco. Cada um deles, asquerosos de uma forma totalmente diferente e singular. Cada um com seu próprio jeitinho ruim de ser. Fora isso, tiveram outros personagens que eram indecifráveis...  bandidos ou não? Eu olhava para a secretária do Han Yi Soo e me perguntava isso...olhava pro tio que o adotou e me perguntava isso...olhava pro tio da..ops, essa eu não vou contar! Vou deixar vocês se surpreenderem, MUUAAAAHA! Não tem graça se eu revelar tudo!



Gente, destaque para os detetives dessa história. Eles eram devagar, como toda polícia, mas faz parte. Os caras eram até bonzinhos. E tem outro babado por trás deles que eu também não posso revelar. O que eu posso adiantar é que o Han Yi Soo tinha uma irmãzinha, que realmente acredita que ele estava morto...ou não. E ela fica aos cuidados do detetive 'bonzinho'. Ela é adotada por ele. Graças a Deus que ela ficou pseudo-longe da corja. Ela também é peça chave nessa trama.

Não posso esquecer do cornélio... sempre tem um oppa cornélio nessas histórias. O cara era até boa pinta, boa praça, bom marido, bom amigo. Colega deles desde o colégio e coisa e tals. Mas...corno! E claro, o corno é sempre o último a saber até mesmo na Coréia.! E esse oppa era um cara legal, sabe? Você sente até um pouco de pena dele. 


Gente, esse casal era fofo. gostaria que tivesse sido mais explorado. Mas, nem tudo que é bom... permanece bom. Apesar de não ser o foco da história, eu realmente considero que essas duas criaturas tenham ficado bem juntas. Esse é um dos detetives do caso (e algo mais, que não posso revelar, kkk) e a irmãzinha de nosso implacável vingador.

Destaque merecido para as cenas dos irmãos juntos. *o* Eu ficava tão feliz vendo os dois se encontrando... claro, ela não sabia que ele era o irmão dela, mas e daí? ela de algumas forma...sentia a presença dele. E isso era lindo. 





Agora sim...destaque merecidíssimo para empreguete mais TOP de todos os dramas. A mulher era quase mais promotora que a própria promotora. Astuta que só ela. Eu adorei essa personagem...ela aparecia pouco, mas quando aparecia...era de fundamental importância pra trama. Assistam e vocês entenderão toda essa afeição que sinto por ela.

Gente, é isso! Vou ficando por aqui. Espero que de alguma forma vocês curtam o post! E comentem bastante! hahahahah Até a próxima! Bom...tenho mais novidades para postar, mas vai demorar um pouco! Não vou fazer nada mal feito pra vocês ;) Shikon no tama é sinônimo de qualidade, hoho. O download pode ser feito no Meteor Dramas.

ATÉ!
Posted by Cecília On 22:37 4 comments READ FULL POST
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube