sábado, 30 de março de 2013

  Love Rain é um drama bem interessante de ser comentado. Possui os absurdos que eu gosto, atuações que eu amo, personagens bizarros e personagens TOTALMENTE desnecessários. Essa mistura foi o que fez eu gostar do drama! Sim, eu gostei mesmo. Vou comentar com vocês um par de coisas que não me agradaram, mas tudo isso está longe de desmerecer o drama. Aliás, tudo isso é que o incrementa. Ainda tem o Geun Suk como aprendiz do Yoochun beijoqueiro *o*. Vamos lá?







  A primeira fase é peculiar, mostra aquele amor puro, verdadeiro, protagonistas sem atitudes que abdicam de sua própria felicidade em prol dos outros, porque todos os dias nós encontramos garotas que aceitam namorar com garotos mesmo não gostando deles (¬¬' absurdo). Tirando o cenário, a fotografia e a aquela linda música que eles compuseram (Love Rain), a primeira fase foi muito arrastada, monótona e dotada de personagens absurdos com atitudes absurdas. Baek Hye-Jung e Lee Dong-Wook se caracterizaram como personagens peçonhentos e que se achavam os DONOS de seus amores, mas o nome disso está longe de ser amor. No caso deles era pura obsessão! Depois o Dong-Wook perde a vez na história, mas a Hye Jung continua se achando e sendo egoísta. Que mulher ridícula e sem amor próprio. In-Ha e Yoon-Hee é que foram trouxas em não terem dado uns bons amassos antes de tudo ter dado errado. Há quem tenha gostado da primeira fase, mas eu sinceramente odeio esses protagonistas que nunca pensam na própria felicidade. Afinal, por que o In Ha não poderia dizer que havia visto a Yoon Hee primeiro, por que ele simplesmente não jogou tudo pro ar, disse FODA-SE e foi curtir a vida adoidado com a mulher que ele amava? Ela também não ajudou em nada. Atitude foi o que faltou nessa primeira fase. Mas isso é totalmente compreensível...  dessa forma não haveria drama e bla bla.




   1,2,3.. 3 segundos foi o que eu levei para me apaixonar pela segunda fase.! Quando eu vi aquele visual do Seo Joon eu pensei: PRONTO, FINALMENTE, AGORA SIM! Essa fase foi divertida e dramática. Por que não dizer que há três fases.!? Geralmente, os dramas coreanos se caracterizam dessa forma: primeiro vem a comédia e depois o drama. Já era para eu ter me acostumado, mas não dá.  Eu gostei muito da personagem Ha Na e me surpreendi com a interpretação da YoonA. Ela foi fofa, expressiva e linda. Fraca e por vezes forte em alguns momentos. E o Geun Suk atuou como eu esperava que ele o fizesse. Não tenho o que comentar dele. Eu realmente o considero um bom ator, apesar de não achar lindo como muitas o acham. Questão de gosto, enfim. Ele é talentoso e isso é o que importa pra mim. Bom, voltando ao que interessa, essa "primeira fase da segunda fase" foi muito divertida e gostosa de se assistir. Eu simplesmente adorei. O típico amor que se desenvolve do ódio. Apesar desse clichê, foi muito gostoso acompanhar os momentos engraçados desses dois, as carinhas da Ha Na, as grosserias do Seo Joon, enfim.







   Eu gostei do reencontro de In Ha e Yoon Hee, mas a hesitação deles acabava comigo. 30 anos depois e os dois continuavam sem dar uns amassos e o pior... sem atitude! Oh God ,why? E, logicamente, Hye-Jung não ficaria quieta, NUNCA! A inveja e a despeita dela nunca a deixaria ficar quieta diante dos acontecimentos que conspiravam positivamente para o então final feliz dos pobres velhinhos. Gente, é muito drama. Além disso, há a questão dos filhos de ambos estarem apaixonados, o que é mais complicação. Lógico..no ponto de vista deles. Eu realmente dava uma certa pitada de razão ao Seo Joon, mas pura e simplesmente porque ele pensava na louca da mãe dele e era uma situação muito difícil e inaceitável para ela. Sim, isso não justifica nada. Mas qual o filho que gostaria de ver a própria mãe ir se afundando pouco a pouco? Para mim, esse era o único motivo pelo qual havia um certo impedimento pra felicidade dos filhos, mas não entendo porque a separação dos velhinhos era necessária. Coreanos, asiáticos... eles tem probleminhas com essas questões. Tentei dar uma justificativa cultural para isso. Então, todo esse drama, chorôrô e bafafá 'caracterizam a segunda fase da segunda fase'. Ah, uma coisa que me incomodou.. A MALDITA HISTÓRIA DA VIAGEM! (%$#&%&). Dá muita vontade de dizer uns bons palavrões,viu. Alguém me explica porque é tão necessário ter esse clichê absurdo? Inconformada é a definição para mim. Seo Joon disse tantas vezes pra amada não fugir..e quem foi que quis fugir, quem foi? --'



   Como sempre, os dramas trazem protagonistas desnecessários. Lee Mi-Ho e aquele guitarrista sem noção foram um exemplo disso. Se eles nunca tivessem aparecido na história não teria feito falta e muito menos deixado de acrescentar alguma coisa. Acho que nunca vi mais feios também. Esses dois foram um atraso. Min Ho se achava a dona absoluta do Seo Joon. Alô, minha gente, cadê o bom senso dessa louca? Ah, não posso me esquecer do terceiro atraso: aquele tal de Tae Sung, nossa... sem comentários. Poderiam ter colocado atrasos mais bonitos, sinceramente... Ah, só teve uma cena em que eu realmente o considerei útil: quando ele entrou no desfile com a Ha Na, aí sim, aquela cena foi demais! No mais, ô povinho feio de doer. 



   Já o Lee Sun-Ho foi um fofo, totalmente diferente de seu pai (interpretado pelo mesmo). Ele me conquistou com seu carisma, com a ajuda e o ombro amigo que ele ofereceu para nossa Ha Na. Fora que ele não era bruto e resmungão como o Seo Joon. Ele sim é meu tipo ideal. Pobres homens estes que ficam sempre chupando o dedo nas histórias.. se dependesse de mim, o final nunca seria esse. Toda hora que ele aparecia eu dizia: own, quero um desses pra mim.  Jo Soo também se destacou.. só ele mesmo pra aguentar o temperamento do Seo Joon e esculhambar a Min Ho..sou fã desse cara.


(cara impagável da YoonA, ahahaha)

(Botas gays do Suk..bom, espero que ele não tenha pagado por isso)

   Todo esse questionamento que eu fiz durante o período em que acompanhei a história não me impediu de curtir cada episódio. Afinal, o drama foi muito bem estruturado, rico de conteúdo, história. Tudo foi bem bolado. Houveram diversos pontos altos da história, momentos em que eu surtava loucamente, etc. O drama precisou de tudo isso para funcionar, meeeeeeeenos dos personagens absurdos e desnecessários. Se alguém souber onde baixar o toque do celular da Ha Na me avisem porque eu simplesmnete me apaixonei por aquele toque...vai entender. Enfim, o final valeu por todas as preocupações que eu tive..foi simplesmente incrível!!!! O download pode ser feito no Yo Dramas. Divirtam-se e comentem bastante.



Posted by Cecília On 00:08 17 comments READ FULL POST

terça-feira, 19 de março de 2013

  Olá pessoas maravilhosas. Hoje estou trazendo mais um drama pra vocês: To the Beautiful to You. Faz alguns dias que eu concluí este drama e finalmente estou tendo tempo de falar um pouco sobre ele. Foi uma recomendação da minha amiga Felícia. Vamos aos comentários?



  Sinopse:série é sobre Goo Jae Hee, uma menina coreana que vive nos Estados Unidos. Um dia, ela vê uma competição na TV, e fica atraída por um dos concorrentes de salto em altura, Kang Tae Joon. Ela começa a idolatrar o jovem atleta e, eventualmente, se transfere para a Coreia para participar damesma escola queTae Joon depois que ele sofre um acidente que poderiaencerrar sua carreira. Mas há um problema : Tae Joon freqüenta uma escola só pra meninos e Jae Hee deve disfarçar-se como um menino para entrar.

  
  Essa história é bem conhecida de todos. Ou quase todos. Eu pelo menos já a conhecia, mas não cheguei a assistir todas as versões da mesma, então não há como comparar muito. Eu assisti a japonesa 'pulando'. Sim, pulando! Não assisti a todos os episódios. A temática não é das minhas favoritas, pois como vocês já sabem não sou muito fã de dramas colegiais, mas a versão coreana conseguiu me prender de certa forma. Havia momentos engraçados e bem divertidos.


   Gente, assim, do fundo do meu coração: eu acredito que nenhuma atriz vá fazer um papel de homem tão bem como fez a Eun Hye em Coffee Prince..ela realmente se caracterizou totalmente como um homem. O jeito de andar, de falar, enfim. No meu humilde ponto de vista, só um tolo não perceberia que Goo Jae Hee era menina. Ela foi totalmente feminina do começo ao fim. Talvez tenha sido o personagem que eu menos gostei na história. Não notei muito empenho por parte da atriz. Mas o lindinho do Minho até que me surpreendeu bastante. Ele atuou bem direitinho. Pelo menos percebi maior empenho por sua parte. Só teve uma cena de choro muito falsa, mas tirando isso foi gostoso vê-lo atuando.


  Eu achei o Cha Eun Kyul um personagem muito chato e insistente. Eu torcia veemente pelo Kang Tae Joon e a Jae Hee, então eu sempre o achava meio inconveniente em suas ações. Havia momentos em que eu realmente sentia uma certa pena dele, mas no geral eu não gostei do personagem. No começo eu até simpatizei, mas depois foi impossível. Eu geralmente gosto mais dos personagens esquecidos, que sempre ficam chupando dedo e não terminam com ninguém. Este foi uma rara exceção. . 


  Não tenho nem o que comentar da personagem acima. Totalmente desnecessária!


  O ponto alto da história são os outros integrantes do dormitório. Por que eles não deram mais ênfase? Burrice talvez. Sinceramente foram os momentos mais ilários e descontraídos de toda a história. Foi extremamente divertido assistir as competições entre os dormitórios. Produtores e roteiristas foram tão malvados que nos deixaram com gosto de quero mais.


  E o que falar deste médico? Uma graça. Dotado de charme, beleza e senso de humor e moda. O mais triste do drama foi justamente não terem dado ênfase nos personagens mais interessantes.


  E o nosso lindinho Julien Kang? TT Pena, é uma pena também.


  No geral, apesar de todas as raivas que eu tive durante o drama, eu me diverti muito. De vez em quando, é bom assistir algo mais leve e descontraído. To The Beutiful to You arranca muitos risos. O download pode ser feito no Dorama Online. Um bom drama pra vocês e até a próxima ;*
Posted by Cecília On 00:14 12 comments READ FULL POST

sábado, 9 de março de 2013

  Olá queridos leitores. Hoje eu trago pra vocês mais uma recomendação de mangá: Love Celeb. Como eu tinha falado anteriormente pra vocês, eu fiz uma super maratona de mangás e achei uns projetos bem interessantes e bem maduros, fugindo daquela coisa 100% romântica e utópica. Espero os comentários de vocês, ok? Vamos aos comentários?


  Resumo: Esse mangá conta a história de uma garota que faz tudo para atingir o estrelato. Nossa linda protagonista tem o sonho de ser uma estrela famosa e para isso trabalha com seu empresário para chegar ao topo. Só que ela descobre que no mundo do estrelato nem tudo é tão fácil ou maravilhoso como parece, e que o dinheiro é a chave desse mundo de glamour e poder. O empresário de nossa protagonista, com o plano de fazê-la conseguir grandes papéis, a leva para um encontro aonde "diretores e poderosos" da mídia usam de seu poder para "se aproveitar das meninas", aspirantes ao sucesso. Um pouco antes da tragédia ela é salva por um rapaz, que parece um príncipe. Mas seria ele um príncipe mesmo? E será que ela está realmente salva?


Autor(a): SHINJO Mayu
Volumes: 7
Gênero: Drama, Romance, Shoujo, Adulto


  Eu comecei a ler este mangá por causa da Shinjo Mayu, que é uma mangaká que não repete muitos suas histórias, mas elas são todas bastante sensuais. Ela inova bastante, criando personagens totalmente diferenciados. Uns são bem sérios, uns não são nada bons, outros são bem legais, outros são 100% engraçados. No caso de Love Celeb o protagonista que roubou a cena foi o Gin, bem mais marcante que nossa aspirante a estrela chamada Kirara. Resumindo tudo, você pensa que irá odiá-lo mas aí ele se mostra tão engraçado que não há como não se apaixonar. Claro, ele ainda é muito verdinho e tenta amadurecer ao longo da história. E o fato de ele ser uma flor tentando desabrochar também é bastante interessante.


  Ginzou, ou Gin para os íntimos, é muito influente no show business. Ele é "o homem mais poderoso do Japão". Ele é neto de um primeiro-ministro e filho de um rico homem de negócios. Ele salva Kirara de ser violada por um outro cara. Ele acha que o dinheiro pode comprar qualquer coisa, até mesmo o coração de uma pessoa. Mas quando Kirara entra em sua vida, o seu ponto de vista sobre as pessoas muda. Ele é uma pessoa muito confiante e a única pessoa que pode mandar nele é Sakuya (um produtor musical - personagem bastante interessante também). Ele  o idolatra e quer ser como ele um dia. Ele não entende seus próprios sentimentos e às vezes se pergunta por que ele quer ficar com Kirara em vez de sair com celebridades bonitas. Mas, ele finalmente vem aos seus sentidos e percebe seus verdadeiros sentimentos por Kirara.


  Kirara é uma "aspirante"(mesmo!) ao sucesso de 16 anos. Por causa de sua falta de sucesso, seu empresário, Hanamaki, diz a ela para vender seu corpo para uma pessoa de autoridade, que passa a ser Gin. E este é um assunto sério no qual o mangá traz à tona. Alegre e desajeitada, ela tem um talento para cantar o que é comprovado por Sakuya (a única pessoa que pode mandar de verdade no Gin, lembram?) em sua visita ao Japão. Ela gosta de Gin, mas ela está desanimada para dizer a ele por causa de sua posição na vida. 


  Gente, o bacana dessa história é que o Sakuya faz parte de outra história dela chamada 

Kaikan Phrase, mas ela ainda está sendo traduzida. Espero que eles terminem logo este projeto..a história parece ser muito, muito interessante. Também há a participação do Hakuron que é outro protagonista de outra história de Mayu-sensei chamada Haou Airen, que está completíssima e eu já tive o prazer de ler, sendo esta última totalmente diferente de tudo que já li. Irei trazer uma resenha em breve pra vocês. 



  Espero que vocês tenham gostado do post. O download pode ser feito no Mangás Space. Lá tem um monte de projetos bacanas. Se aventurem! :) Até a próxima.


Posted by Cecília On 10:09 8 comments READ FULL POST

sábado, 2 de março de 2013

   Olá galerinha! Como vocês estão? Estou sentindo a falta de comentários. Tantas visualizações de diferentes partes do Brasil e até mesmo outros países e vocês não deixam nenhum recadinho pra mim, snif snif TT É muito gratificante quando fazemos posts que possam ajudá-los com recomendações, resenhas, críticas, etc.E é muito importante e gratificante quando recebemos um retorno. Enfim, hoje eu trago pra vocês o mangá Midnight Secretary. Devo dizer que eu tenho muito medo de começar a ler um mangá. Bom, nós brasileiros não temos uma cultura que nos permite ser "grandes" tradutores de mangás, dessa forma, muitos projetos são incompletos, por vezes lemos em espanhol, ou ficamos na angústia por vários meses esperando lançamentos em português. Além disso há a própria demora dos mangakás, que adoram fazer estórias imeeeensas e inacabáveis. Perdi as contas, por exemplo, há quantos anos estou lendo Skip Beat. Então, eu procurei alguns projetos concluídos pra ler..li mais de 10 mangás recentemente e eu realmente gostaria de lhe fazer-lhes esta primeira recomendação. Gostaria de alertá-los que muitas amigas minhas não gostaram do 'desenho' em si desse mangá, mas eu curti muito. Vamos aos comentários?



  Sinopse: Kaya achava que tinha encontrado o emprego perfeito quando se tornou secretária particular de Kyouhei Touma - o diretor de uma empresa de louças com o mesmo nome. Kyouhei é um diretor capaz, mas sua arrogância e comportamento sórdido são quase lendários. Nenhuma secretária dura muito tempo ao seu serviço e ele humilha Kaya e diz que ela é muito pouco atraente com suas roupas antiquadas. Kaya faz o seu melhor para provar que ela é capaz em seu trabalho, mas numa noite, por acaso, ela descobre seu segredo ... seu chefe é um vampiro!
Autor: OHMI Tomu.


Data de publicação: 2007. 
Status: Concluído // 07 Volumes.
Revista: Petit Comic (Shogakukan). 
Gênero: Drama, Romance, Josei, Smut e Supernatural.


  Eu achei que esse mangá fugiu um pouco dos padrões. Devo dizer, primeiramente, que ele não é recomendado para menores de 18 anos. Pode-se dizer que Midnight Secretary é uma história bem sensual e ousada sobre vampiros. Achei bem interessante principalmente porque o Kyouhei não brilha (risos). Na verdade, ele é mais como uma representação mesmo sobre as histórias e personalidade habituais de vampiros: bem frio, anti-humanos e muito orgulhoso. É bacana a metamorfose que o Kyouhei sofre em relação aos seus sentimentos por causa de uma "mera" humana.


  Podem me chamar de desinformada, mas eu não conhecia o gênero josei. Foi através desse mangá que eu conheci esse gênero. E, pra quem é tão desinformado quanto eu, eu explico pra vocês: Josei  que significa "mulher" em japonês, é a definição dada aos mangás normalmente voltados para o público feminino adulto. São geralmente histórias da vida adulta com foco no cotidiano feminino, mostrados de forma mais realista, enquanto os mangás shoujo apresentam romances idealizados. Não sei como demorei tanto tempo pra descobrir isso! Esse tipo de história é totalmente EU! Gente, me desculpem, mas eu não suporto histórias como kimi ni todoke. É inocente demais pra mim. Eu não acredito nesse amor totalmente puro. Isso, pra mim, é hipocrisia. Lógico que um shoujo mais bem construído, com uma história mais densa, como skip beat, me faz pirar e esperar ansiosa por cada capítulo mesmo sem único beijo. Mas também inocente demais..não dá!


  Infelizmente nós não temos muitas publicações de josei no Brasil, o que me deixaou totalmente frustrada ao descobrir. Mas, voltando a Midnight Secretary, eu acredito que vocês devam dar uma super chance a este mangá. Eu adorei, de verdade. Eu tive receio de começar a ler e, quando percebi, não conseguia mais parar. São sete volumes bem bacanas, onde vocês sentirão um pouco a falta de amor próprio em consequência da nossa protagonista, mas é totalmente compreensível. O próprio objetivo em si é bastante envolvente. 


  Resumindo, é isso,galera. Eu não gosto de dar muitos spoilers, então, eu vou terminando este post por aqui. Em breve eu trago outros mangás que eu li e foram super legais :) Incluindo obras de Minami Kanan e Shinjo Mayu, sendo a Mayu-sensei mais dinâmica e inovadora em suas histórias. Minami segue uma mesma linha, entendem? Mas isso são papos para um próximo post! Espero que comentem! O download pode ser feito no Baka Neko. :) Até.


Posted by Cecília On 18:23 10 comments READ FULL POST
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube