sábado, 31 de dezembro de 2011

 Olá amigos, hoje estou aqui pra falar um pouco sobre Winter Sonata, porque o drama da vida não é o bastante. Sim, demasiadamente dramático, até mais que Summer Scent(da mesma série Endless Love), Winter Sonata me fez gritar de raiva, sendo que isso nunca tinha acontecido. Isso se deve ao fato dele ser extremamente envolvente. A história é muito boa, e é isso que falta nos dramas mais recentes: história, conteúdo! Winter Sonata tem conteúdo e muito mais. 
  Antes de mais nada, um feliz ano novo a todos! Que neste ano de 2012 nós possamos encontrar nossos bias ;) Um beijo para as pessoas da 'Máfia K-pop', 'Mas é muito drama', 'Análise de mv's' e outros! Um feliz ano novo em especial para a Emília, que me apresentou Winter Sonata e outros tantos dramas. E também para todas as amigas que eu fiz neste longo percurso em busca de desejos comuns. 
  Finalmente, este é o meu presente pra vocês: Winter Sonata! Vamos aos comentários?




  Sinopse: Winter Sonata começa quando Joon-sang (Bae Yong Jun) muda-se para uma nova escola em busca de seu pai biológico. Yu-jin (Choi Ji Woo) e Sang-hyuk (Park Yong Ha) são muito amigos desde a infância; embora Sang-hyuk queira ser mais que um amigo, Yu-jin o ver apenas como um irmão. Em uma viajem junto com alguns colegas de classe, Yu-jin é salva de um acidente por Joon-sang e depois disso eles passam a ser mais próximos e ela abre o coração frio dele. No entanto, as circunstâncias do destino ditam que o amor deles nunca acontecerá. Ele desaparece de repente de sua vida.
  Dez anos depois, a antiga escola se reúne para celebrar o casamento de Yu-jin e Sang-hyuk. Yu-jin não esqueceu Joon-sang apesar de tudo e ainda o tem em seu coração. Mas na festa chega o novo namorado de Oh Chelin (Park Sol Mi), sua amiga dos tempos de escola, e ele se parece com Joon-sang. Poderia ser ele ou Yu-jin estar sonhando?


  Winter Sonata me fez querer assistir um episódio atrás do outro. Por um simples fato: muitos episódios de sofrimento. Eu queria logo chegar naquele episódio onde o casal principal desfruta da felicidade, do amor. Neste drama, o menor fato é um empecilho. Joon-sang é o personagem principal. No começo ele é um pouco acanhado, emburrado, não demonstrando seus sentimentos. Mas, Yu-jin consegue mudar pouco a pouco o coração frio dele. A primeira fase do drama consiste da descoberta do amor pelo casal principal, que à principio são colegiais. Mas, um terrível acidente acaba por separá-los; todos acham que ele está morto, quando na verdade ele perdeu a memória, e sua mãe, ao leva-lo para os Estados Unidos, com a ajuda de um psicologo, 'implanta' uma nova memória no rapaz, inclusive mudando sua identidade, seu nome.

  Então, a segunda parte do drama é que vai percorrer suas entranhas trazendo ódio, porque há personagens verdadeiramente nojentos, que tramam o tempo todo contra a felicidade do casal principal. Já que Joon-sang estava supostamente morto, a nossa mocinha não iria passar tantos anos se martirizando com sua perda, mesmo não conseguindo esquecê-lo, dessa forma ela seguiu em frente e ficou noiva do idiota-man: Sang-hyuk. Vou dedicar um paragrafo inteiro na descrição deste personagem. E é claro, da Chelin, que passa uns anos na França e conhece Min-hyung, a cópia exata de Joon-sang. Que na verdade é Joon-Sang, ele apenas não se recorda e está com uma nova identidade. O mais interessante, é que nossa personagem principal se apaixona duas vezes pelo mesmo homem, sem saber que é o mesmo. O nome disso é destino. A história é realmente lindíssima...



   Cá estão os personagens mais abomináveis da série. Mais acima está o noivo. O egoísta. Ele alegava o tempo inteiro que não queria perder a Yu-Jin, e eu me perguntava o tempo inteiro como se perde algo que você nunca teve, que nunca foi seu! Até greve de fome ele fez para que a amada que não o amava voltasse pra ele. O que me chateava na Yu-Jin era todo esse sacrifício que ela fazia.  Não consigo pensar dessa forma pelo fato de eu ser egocêntrica demais. Primeiro a minha felicidade, os outros que se resolvam. A coitada ainda era taxada de egoísta. Oi? Ela a egoísta? Todos ao redor dela não se tocavam que eles eram os verdadeiros egoístas. Queriam força-la a um casamento sem amor. Pelo amor de Deus, isso me deixou com tanta raiva que vocês não tem noção. Uma verdadeira cobra esse noivo dela. Que Deus o tenha porque ele morreu ano passado. Suicídio. Ele tinha tendências suicidas até na vida real...Outra coisa, o radialista amigo dele detinha metade do meu ódio, porque ele era muito inconveniente. Tão cedo não quero ouvir a palavra casamento na minha vida.
  A Chelin é o tipo de amiga falsa. O tipo de amiga que inveja a vida da outra e quer tudo que é da outra. Então, ela começou a namorar o bonitão sem saber que ele era o bonitão, e pelo fato de a Yu-Jin o intrigá-lo bastante, ela inventava mentiras e atribuía a nossa Yu-Jin características que ela, Chelin, é que na verdade as detinha. Mas também, quando ela foi descoberta, Ohevoar, porque ele não queria mais nada com ela. 
  Esses dois fizeram de tudo. Até mesmo esconderam a verdadeira identidade de Min-hyung quando estes descobriram. Mas a verdade sempre vem à tona. E o amor é o sentimento mais poderoso do mundo. <3'



  Trilha Sonora e cenário impecáveis. Tudo no seu devido lugar, de acordo com cada cena, com cada sensação. O cenário é um personagem à parte, muitas vezes até o principal. Foi uma experiência incrível assistir este drama. Sua fórmula é maravilhosa, e sua mensagem também. O drama é maravilhosamente envolvente. O mais interessante é que tudo que acontece é humanamente possível, sendo passível de fazer sentido. Em algum momento de suas vidas vocês devem assistir a este drama, este clássico. 


  Recomendado não, altamente recomendado. Vale muito a pena. Minha mamis adorou e não consegue parar de escutar a musiquinha de fundo e tema do casal principal. Acho que está entre o seus dramas prediletos agora, e entre os meus também. Tanto este como Summer Scent. Não deixem de conferir! Visitem nossa página do facebook clicando AQUI! Espero que tenham gostado do meu presentinho de ano novo pra vocês. Que todos os nosso sonhos se realizem. 
Posted by Cecília On 13:43 19 comments READ FULL POST

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

  Um filme simples e sem um enredo fantástico, porém muito cativante e um tanto quanto surpreendente. É o primeiro filme tailandês que eu assisti. Só tenho a agradecer a Jahny do 'Tudo para Otakus' e a Stefany Paiva por terem me apresentado este filme. Vamos aos comentários?




  Sinopse:  Nam é garota comum, não é atraente ou, em termos simples ... feia. Mas ela sempre foi secretamente apaixonada por um cara mais velho, o estudante mais popular da escolaEle é quente, perfeito e generoso, e é isso que faz as meninas enlouquecem sobre ele, incluindo Nam também. Mas ela não desiste facilmente. Ela tenta fazer de tudo para  ser notada pelo menino que ela ama, na esperança de ele se virar para olhar para ela mais uma vez.




  O filme é mostrado em uma perspectiva: a feminina. À princípio parece mais uma história boba sobre romances estudantis e os primeiros minutos de filme não me agradaram.  Mas, A Little Thing Called Love foi surpreendente. Acho que não chorava assim desde Koizora. E não foram lágrimas de tristeza; foram de simples comoção.




 A história se desenvolve de uma forma magicamente simples. A temática não é inovadora nem sua premissa. Porém, com o passar do tempo, o filme torna-se interessante pela forma como ele se desenvolve. As atuações também são simples, mas são muito humanas. O interessante é que o ambiente escolar, da forma que ele é apresentado, faz você viajar no tempo, trazendo a tona muitas memórias.




  E quem nunca teve um amor não correspondido? Ou apenas aparentemente não correspondido? Esse filme trás a tona o comum entre garotas, afim de te sensibilizar e fazer com você se identifique. Para as garotas da mesma faixa etária que a personagem do filme, o filme se apresenta como um conto de fadas, onde o sonho de, ao final, permanecer com o 'príncipe' é possível mesmo diante de tantos acontecimentos, dificuldades. Então, é um filme que atinge faixas etárias diferentes. 




  Outro ponto interessante é quando o filme muda de perspectiva. Geralmente a feminina nos é apresentada, mas quando o pensamento masculino entra em cena é também muito interessante. Nossos conflitos, dores, sempre são muito bem tratados em filmes, mas o lado dos homens é sempre um esteriótipo ao nosso ver. E em A Little Thing Called Love, nos é mostrado que o homem, o garoto, também tem conflitos, sentimentos, situações que os afligem. E eu achei isso super bacana.




  Vamos combinar que o mais surpreendente mesmo é essa metamorfose que a personagem principal sofreu. Acreditem ou não, é a mesma pessoa. Infelizmente, esse filme só estava  disponível no Asiam Team, mas agora no blog TUDO PARA OTAKUS, eles tem traduzido! Cliquem no nome do blog e acessem diretamente a página de download! Espero que tenham gostado da postagem. Fico muito feliz com cada comentário e visita de vocês! Já curtiram nossa página no facebook? Visitem!
Posted by Cecília On 23:03 15 comments READ FULL POST
  É possível descrever esse brilhantíssimo filme em algumas poucas palavras: épico, erótico, romântico e trágico. A Frozen Flower é sem dúvidas uma obra de arte. Vamos aos comentários?


  Sinopese: Sob a pressão do Império Yuan, o Rei de Goryeo é pressionado para ter um filho, para assim continuar com sua linhagem, porém, o rei não pode tomar uma mulher, e tem como amante Hong-lim, o chefe da sua guarda real. Depois de refletir muito sobre o futuro do reino, vê que só há uma alternativa para conseguir ter um herdeiro, e é fazer com que Hong Lim durma com a rainha. Mas as consequências desse ato nunca passaram por sua cabeça, pois Hong Lim se apaixona pela rainha.






  No que diz respeito as características do cenário, o plano de fundo é belíssimo. Aquele ambiente bem cultural e com tradições palacianas.Um período também marcado pela guerra e grandes conflitos. Diante deste cenário, uma paixão entre o rei e seu servo Hong Lim se desenvolve desde à infância. O rei é incapaz de tomar uma mulher. Então, incube a missão de satisfazer à rainha de Yuan ao seu servo e amante Hong Lim, pois é necessário gerar o mais rápido possível um herdeiro, de forma a evitar que as invasões prometidas sejam concretizadas e o trono seja tomado por um não-herdeiro que não pertence à nação. 





  A partir daí se desenvolve um amor proibido entre o servo do rei e a rainha. Uma das temáticas principais, juntamente com a questão do amor e o fato de as relações diplomáticas serem mais importantes e sobreporem este sentimento. À princípio, a rainha apresenta-se descontente com a situação e o fato de a consumação ser realizada com outro homem, o que é perfeitamente entendível. As cenas de sexo são sem dúvidas muito marcantes. 





 Acredito que Hong Lim seja a principal vítima deste pacto. O sentimento amor era confundido com as relações de companheirismo e admiração para com o rei e ao tomar a rainha ele percebe e desperta o verdadeiro sentimento. Ambos, Hong Lim e o rei, nunca antes haviam tido relações com o sexo oposto, então há uma espécie de choque. A rainha é a segunda maior vítima já que esta se encontra tão distante de sua cidade natal e sem amparo.






  Ao mesmo tempo em que a história entre o servo do rei e a rainha se desenvolvem, percebemos outros tipos de relações palacianas, onde há inveja e traição. Seung-gi é o principal exemplo disto. Ao mesmo tempo em que há companheirismo e honra. O filme é sem dúvidas riquíssimo e cheio de componentes culturais. Há uma cena chocante, a qual não irei entrar em detalhes, em que o rei toma uma decisão extrema, muito praticada na Ásia como punição para a traição, funcionando como um instrumento de tortura e desmoralização. Grande era o orgulho do rei.




  O fato é que você se sente na própria história, agradecendo por não ter vivido em uma época tão conturbada dotada de sacrifícios, perdas, guerras, etc. Apesar do tema polêmico e  um tanto quanto yaoi(que não faz muito o meu gênero), não deixem de conferir este belo filme. A fotografia é muito bonita e o enredo muito bem elaborado. Não fiquem chocados com a temática, deixemos o preconceito de lado e apreciamos este belíssimo filme. Até a próxima. ;)





Posted by Cecília On 20:05 14 comments READ FULL POST

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

  Uma onda de filmes japoneses inteligentes me atingiu ultimamente, e eu estou adorando o que ela está me ofertando. É a segunda vez que escolho um filme aleatoriamente e não me arrependo. Tem dado ceto. Continuarei nessa perspectiva. Hoje, trago para vocês: Memórias de uma adolescente amnésica! Vamos aos comentários?





  Sinopse: Depois que Naomi, uma estudante do ensino médio, leva uma pancada na cabeça, ela não se lembra de nada do que aconteceu desde a sexta série. Ela começa a ficar confusa e assustada com as evidências de sua vida presente, da pílula anticoncepcional em seu criado mudo até a separação conturbada de seus pais. Eventualmente sua memória volta, levando Naomi a questionar um novo e intenso romance que se inicia, levando-a a pensar qual de suas vidas, passada ou presente, representa mais sua verdadeira personalidade.



  Eu gostei bastante do filme. Primeiro porque há várias temáticas interessantíssimas abordadas de uma única vez em único filme. Primeiro, Naomi lembra de poucas coisas do próprio passado e precisa confiar naquilo que seu pai e amigos lhe contam. Esquecer quem você era, ou costumava ser deve ser de fato muito complicado. Há o dilema dela com si mesma a fim de que ela possa se encontrar. Por exemplo, ela tinha amigos e um namorado, mas como saber o tipo de relacionamento que ela possuía com eles ou o que ela sentia se ela não se lembra? Isso nos leva à reflexão...a pôr-se em seu lugar, e isso é muito legal.


  Em segundo, há a questão daqueles que querem esquecer o passado. Quantas e quantas vezes você já não desejou isso algum dia na vida? É aí que o Yuji entra em cena. Este personagem tem um trauma de infância e quer esquecer fatos e acontecimento que fizeram dele uma pessoa triste e cheia de problemas. O fato de a Naomi não ter um passado, faz com que ele queira se aproximar dela e venha a se envolver verdadeiramente com esta, porque ele de certa forma almeja a sua 'amnésia' e o fato de ela não conseguir se lembrar do seu passado, como se fosse o único laço que eles possuem e que os une. Além disso, ela o conheceu quando havia esquecido de todo o resto (cerca de 4 anos). 


  Em terceiro, sabe aquelas pessoas as quais você já disse eu te amo e jurou não mais esquecer? O filme nos mostra que com o passar do tempo, muitas delas não serão mais que lapsos de memórias. Algumas boas e ruins. O que importa mesmo é o momento, o que se vive agora. É aí que eu tirei uma quarta lição do filme: aquela de se aproveitar cada momento, e não deixar de subir uma única escada. Continuar seguindo sempre...sem se importar.


  Em quinto e último lugar: no final, sempre terá alguém que mesmo quando estiverem juntos e em silêncio, isso soará como uma melodia, como uma música que sai sem ao menos ser pronunciada. É aí que nosso Mirai entra em cena,mesmo sempre estando presente. E a meu ver, não é necessário que seja um amor de homem e mulher, mas pode ser também um amor amigo. Aquele que encherga todos os seus deslizes, mas no final sempre estará lá por você e para você. O filme é mesmo encantador. Monótono, porém bem elaborado. Ele não é cansativo.


  Há muitas as coisas a serem percebidas e desfrutadas ao assistir este filme. Além de tudo que foi citado, há também o relacionamento que ela possui com o seu pai e o fato de ele estar em um processo de 'reconstrução' familiar. Espero que vocês assistam e consigam perceber mais coisas. O que acaba sendo legal, é que às vezes nós aprendemos e tiramos aprendizados diferentes de um único filme. Espero que vocês compartilhem o de vocês com o meu. :) O download pode ser feito no AnimesXGames. Já curtiram nossa página no facebook? Faça isso. :)
Posted by Cecília On 00:00 4 comments READ FULL POST

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

  Lie to me é simplesmente empolgante. Uma história um tanto quanto diferente que me rendeu boas risadas! É isso que chamo de uma drama maduro. Eun Hye como sempre, mostrou do que é capaz. Eu não conhecia nenhum trabalho do Kang Ji Hwan e fiquei surpresa com sua atuação. Na sua ficha consta que ele participou de Summer Scent, mas não consigo me lembrar dele. Enfim, vamos aos comentários?




  Sinopse: Gong Ah Jung é uma funcionária do ministério da cultura que acaba envolvida em uma rede de mentiras quando ela acaba mentindo para uma amiga que é casada, porém um confusão se desenrola e todos passam a acreditar que ela é casada com Hyun Ki Jun, um magnata que dirige um hotel e cuja a família é muito rica. O relacionamento deles se torna mais complicado ainda quando a ex-noiva dele, quem seu irmão também gostava, reaparece na sua vida. Um drama muito divertido, com o romance que todos gostam.




  O que falar da Ah Jung? Simplesmente louca. Eu gosto da Eun Hye porque ela faz papéis sempre diferentes, mas dotados da sua dose básica de loucura. Ela me cativou desde Coffee Prince, e sem dúvidas, é uma das minhas atrizes favoritas! Divertida nos momentos divertidos e séria nos momentos sérios. Sua química com Hyun Ki Jun era algo exacerbado, difícil de não notar e ficar encantado. O romance dos dois não é dotado de muitos contra-tempos; o Ki Jun por exemplo foi sempre muito decidido e sincero com seus sentimentos. Claro que há momento de dúvidas, ainda mais quando se vem de um super relacionamento complicado. Em determinados momentos, eu pensei que a tia dele fosse intervir de forma drástica, infernizando a vida da nossa Ah Jung, mas isso não aconteceu. Uma coisinha ou outra interferiram, mas não foi muito relevante. Este foi um ponto bem diferente do que estamos acostumados: não houve vilões em potencial!




 A coitada da Yoon Jo só apareceu mesmo por aparecer, e só tornou complicada a vida do nosso casal em menos de um episódio. Por isso nem a considero uma vilã. Ela só representa mesmo aquele tipo estereotipado de ex-noiva inconformada com a separação. Nunca vi uma personagem tão típica. O Sang Hee teve um papel tão importante no começo da trama, mas logo depois ele foi deixado de lado. Sua chama se extinguiu. Eu gostei do personagem dele até certo ponto, depois ele se tornou um tanto quanto egoísta. Achei que a história fosse de alguma forma se repetir, já se repetindo, dotada daquela dose de atavismo que estamos acostumados; mas eu esperei uma ênfase maior neste ponto e que este fato se tornasse um empecilho uma segunda vez, o que não aconteceu.


  Nojenta mesmo foi a So Ran. Não existe uma coisa que machuque mais que uma amizade falsa. Uma pessoa que você julgava amiga representar e incorporar com todo vigor um exemplo tão intenso de falsidade. Uma forçação de barra o fato de ela ter se tornado boazinha. Mas, pessoas como ela, geralmente apresentam uma realidade como a dela, portanto eu achava muito legal o fato de na verdade ela não ter uma nada mole vida. E aquele maridinho dela muito apático e apagado. Sem comentários. 


  Os pontos altos de fato foram os super beijões do casal principal e a química entre eles. É por isso que eu curto tanto esses dramas mais maduros. Parecia que eles realmente estavam apaixonados. E o Ki Jun tem realmente um porte de homem, todo musculoso e com uma pegada sensacional de fato; Eun Hye que o diga, porque claaaaaro que ela deve ter aproveitado um pouquinho que seja. Adorei! O casal principal se tocando e se amando; um toque ocidental eu diria, mas não, é maturidade mesmo. E o fato de eu estar assistindo a este drama e a Heartstrings ao mesmo tempo, me permitia fazer MUITAS comparações quanto ao casal principal. Um o extremo do outro. Mas Heartstrings é outra história...








  O drama se perdeu um pouco, mas a atuação do casal principal contornou qualquer tipo de erro drástico que poderia ter ocorrido. Devo dizer que eu esperava que a mentira se estendesse muito mais, mas o foco realmente mudou um pouco. Este fato pode ter ocorrido devido a mudança de roteirista a partir do episódio 11 principalmente. Considerando que a Ah Jung não era nada boba e continuou não sendo, acho totalmente entendível o fato de em alguns episódios ela ter se 'derretido' um pouco, porque lógico, ela estava magoada. E não é que o Ki Jun  tenha mudado sua personalidade...pois, ele nunca escondeu seus sentimentos. O amor faz isso com as pessoas. Ele se transformou em um bobão apaixonado tão lindo... Então, fora o lance da mentira ter sido descoberta e 'esquecida' muito rapidamente, os outros acontecimentos foram perfeitamente aceitáveis.






  Foi muito bom curtir esse drama. As horas não passavam. No geral, eu gostei muito sim. A trilha sonora não foi lá tão marcante, mas era muito gostoso de ouvir aquela música a qual eles cantaram no karaokê se repetir em momentos realmente mágicos e importantes do casal. O download pode ser feito no Ohayo Dramas Fansub. Já visitaram a nossa página no facebook hoje? Cliquem AQUI!
Posted by Cecília On 18:37 8 comments READ FULL POST

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

  Então, hoje eu trago pra vocês um filme de caráter épico. Quem nunca assistiu o filme da Disney quando criança? Mas, como nós sabemos, o desenho representa uma forma bem 'encantada' e 'feliz' de tudo que realmente aconteceu, na verdade a guerra é algo realmente terrível e só quem realmente participou e viveu os seus horrores sabe que mal ela realmente representa. este post é dedicado principalmente à Ana, nossa grande amiga aqui do blog. Então, vamos aos comentários?




  Sinopse: Baseado na famosa lenda da heroína chinesa Hua Mulan. Quando a China é invadida, o imperador decreta que cada família ceda um homem para o exército imperial. Com isso, uma jovem fica angustiada ao ver seu velho e doente pai ser convocado, por ser o único homem da família. Ele precisa ir, mesmo sabendo que certamente morrerá, para manter a honra da família. Assim, sua filha rouba sua armadura e espada, se disfarça de homem e se apresenta no lugar do pai,se alistando disfarçada em um exército só de homens.




  A título de curiosidade Hua Mulan é a protagonista do poema épico chinês "A balada de Mulan". Embora o poema tenha sido provavelmente escrito no século VI, o original foi perdido e a versão mais antiga conhecida é uma compilação do século XII. Historiadores ainda discutem se a heroína existiu de verdade ou se é apenas ficção. Não há evidências. Mas, na sua suposta cidade natal, há um templo em sua homenagem. A Discovery Chanel fez um documentário que fala sobre esta grande heroína. Neste FORUM estão disponíveis o episódios do documentário.




  Filme mais do que recomendado. É muito bom você ter uma noção da verdadeira história desta heroína, tendo ela existido de fato ou não. O filme é todo construído em um cenário que remete a guerra de fato. Seus horrores, sofrimento...o que na realidade acontece. A verdade é que a história de Mulan é bem triste, mas calma. Digamos apenas que o final é um tanto quanto feliz e ao mesmo tempo triste. Quando a guerra é uma das personagens principais, não podemos esperar finais felizes.




  Nossa Mulan é bem feminina em alguns aspectos, no que diz respeito aos seus traços principalmente, e a voz. Mas os soldados estão de certo modo tão envolvidos sob seu comando e diante de alguém, uma mulher, tão forte e imponente como qualquer homem, ou melhor que muitos nestes aspectos, que eles não percebem sua verdadeira identidade..e teria permanecido assim, mas um certo alguém descobriu a verdade. O príncipe, claro. 




  Então meus caros, o filme pode ser baixado no Filmes com legenda. Espero que vocês assistam e procurem conhecer um pouco mais sobre esta grande mulher, que foi um orgulho para toda uma nação. Se envolvam e se emocionem bastante. Isso é garantido! Já curtiram nossa página no facebook?



Posted by Cecília On 14:02 5 comments READ FULL POST

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

  Então, Kpoppers de plantão. Esta postagem é pra vocês! Há algum tempo, algumas pessoas já haviam me pedido para falar e apresentar um pouquinho mais aqui no blog sobre artistas, celebridades, boy bands...estes relacionados ao universo K-pop. Bom, eu gostaria de começar com algo grande, e por que não Suju? Se você preferir, é assim que podem ser chamados estes 13 rapazes lindos e charmosos que são membros desse super fenômeno que é Super Junior. Eu gosto muito de tudo relacionado a este universo, não me considero uma fã, porque eu mesma não sei muito a respeito sobre muitos artistas e boy bands, então, através de uma super pesquisa e através do site: SUJUbr , estou aproveitando para eu mesma deter mais conhecimento a respeito. Afinal, conhecimento sobre aquela banda que toca aquela musica que fica na sua cabeça e te faz querer cantar e dançar junto, nunca é demais! Por isso que hoje, eu vos trago Super Junior, e aproveito para aprender um pouco mais sobre esta boy band!




  Percebam que a foto acima contém 12 membros. Bom, foi assim que começou a história do SUJU, criado pela SM Entertainment  Inicialmente, o grupo continha 12 membros e no dia 6 de Novembro de 2005, eles estrearam com o Single “TWINS" (Knock Out).  No dia 23 de Maio de 2006, a SM Entertainment anunciou a adição de um novo membro, KyuHyun, tornando-os o grupo de 13 membros que são hoje. Os 13 membros, do mais velho ao mais novo, são: LeeTeuk (líder), HeeChul, HanGeng, YeSung, KangIn, ShinDong, SungMin, EunHyuk, DongHae, SiWon, Ryeowook, KiBum e KyuHyun. O membro chinês, HanGeng, foi escolhido entre 3000 competidores através de audições feitas na China pela SM Entertainment em 2001. A maioria dos membros foram atores, MCs, modelos ou DJs antes de debutar. HeeChul, SiWon e KiBum debutaram em dramas e filmes. LeeTeuk, YeSung, KangIn, ShinDong, SungMin e EunHyuk se apresentaram na televisão e se tornaram DJs e MCs ativos depois do debut. HanGeng fez sua primeira aparição como modelo.


KyuHyun

  As notícias de que a SM Entertainment tinha planos de formar um grande grupo se espalhou pela internet em 2004. No começo de 2005, a SM Entertainment confirmou os rumores e anunciou uma grande boy-band de 12 membros que debutaria perto do fim do ano, promovendo o grupo a ser “O Portão do Sucesso na Asia”. Por um tempo, o grupo seria chamado de O.V.E.R., sendo uma sigla de “Obey the Voice for Each Rhythm” (Obedecer a Voz para Cada Ritmo). Logo o grupo se tornou conhecido como Super Junior 05, a primeira geração do Super Junior.


  O Super Junior 05 fez sua aparição pre-debut no canal coreano M.NET no dia 11 de Setembro de 2005. No showcase, eles perfomaram vários estilos de dança ‘hip-hop’. O grupo dançou “Take It To The Floor” do B2K. HanGeng, EunHyuk e DongHae também perfomaram uma dança separados do grupo, dançando “Caugh Up” do Usher. Entretanto, a performance não foi ao ar na TV até 16 de Maio de 2006, como segmento no Super Junior Show, o primeiro documentário do grupo na TV. Entre 2005 e 2006 o Super Junior 05 debutou em uma aparição na TV como um grupo no SBS Inkigayo, no dia 6 de Novembro de 2005, como um grupo de 12 membros. O grupo performou seu primeiro single, “TWINS (Knock Out)”. Um single digital com “TWINS (Knock Out), “You Are The One” e mais três faixas adicionais foram lançadas online no dia 8 de Novembro de 2005. Um CD single foi agendado para ser lançado em Novembro, mas, ao invés disso, um álbum mais completo, SuperJunior05 [TWINS], foi lançado no dia 7 de Dezembro de 2005. O álbum vendeu 28,536 de cópias no primeiro mês de lançamento e debutou em #3 no chart mensal de Dezembro de 2005.


 Para ajudar na promoção do grupo, a companhia fez um novo projeto: o Super Junior 05 colaborou com outra boy-band da mesma gravadora, o TVXQ. Eles lançaram um single de inverno chamado “Show Me Your Love”, uma faixa pop-alegre para a época do Natal. Durante esse tempo, os dois grupos eram vistos nos mesmos programas juntos para promover seu single. “Show Me Your Love” se tornou o top-seller de Dezembro de 2005.


  Depois que acabaram as performances e promoções de “Show Me Your Love”, o Super Junior 05 caminharam para seu segundo single, “Miracle”, uma música no estilo “pop-chiclete”. “Miracle” foi o primeiro single do grupo a atingir primeiro lugar em diferentes charts da Coréia do Sul e também em charts de outros países, como a Tailândia. Esse era para ser o último single do SuperJunior05 [TWINS] a ser promovido. Como as promoções de “Miracle” foram lentamente acabando, a SM Entertainment decidiu substituir alguns dos membros originais por novos membros. Antes do debut do Super Junior 05, a intenção era de ser um grupo rotatório com novos membros substituindo os antigos membros que sairiam do grupo. Depois do Super Junior 05, Super Junior 06, a segunda geração, debutaria e a gravadora começou a agir para anunciar novos membros. No entanto, depois da audição do 13º membro, o grupo projeto se transformou em um grupo permanente e se tornou conhecido apenas como Super Junior, sem o sufixo “05″.


  No dia 23 de Maio de 2006, a SM Entertainment anunciou a audição do novo membro, KyuHyun, sendo o membro mais novo. O novo grupo de 13 membros lançou seu novo single, “U”, online para download grátis no dia 25 de Maio de 2006. “U” teve mais de 400,000 downloads em 5 horas e no fim excedeu os 1,7 milhões de downloads, derrubando o servidor. O single logo foi seguido do lançamento da segunda faixa: “Endless Moment”, no dia 29 de Maio de 2006. O single “U” com um total de 3 faixas foi lançado oficialmente no dia 6 de Junho de 2006, por fim vendendo mais de 83,000 de unidades. A música título “U” desfrutou a primeira colocação por cinco semanas seguidas em dois programas de top-músicas da Coréia, pela primeira vez na carreira do grupo. A música foi premiada como Mutizen Song da semanda do SBS Popular Songs assim que lançou, sendo o primeiro prêmio do grupo desde o debut. A música ficou como Mutizen Song por três semanas consecutivas no mesmo programa. A música também agarrou o top awards do M!Countdown da M.NET por duas semanas. Quando as promoções para “U” ainda estava ativas, um novo single, “Dancing Out”, foi lançado, no dia 23 de Julho de 2006, como parte do álbum anual de verão da SMTown. Super Junior esteve freqüentemente aparecendo em vários programas de música e de variedades para promover seus dois singles novos, conseqüentemente. “Dancing Out” ganhou dois awards assim que foi lançado. Por “Dancing Out” ser um single de verão, ele tiveram seu “Goodbye Special” (performando “U” e “Dancing Out” pela última vez) no SBS Inkigayo no dia 3 de Setembro de 2006. Com o lançamento de “U”, o Super Junior coletou mais de sete awards em cinco cerimônias de 2006 da Coréia do Sul, ganhando Melhor Grupo Novo e awards de popularidade.


  Um fã-clube oficial foi criado para o grupo, E.L.F, uma sigla derivada de “EverLasting Friends”. Como os fãs coreanos têm o costume de apoiar seus ídolos com balões de uma certa cor, a cor oficial do Super Junior se tornou o azul safira perolado.
  Com o início de 2007, o grupo começou a diversificar em diferentes grupos separados. Super Junior K.R.Y, o primeiro sub-grupo do Super Junior que debutou em 5 de Novembro de 2006, começou a performar separado do grupo para divulgar suas músicas. Em Fevereiro, chegou um novo grupo, o Super Junior T (Trot), que lançou seu novo single, “Rokkugo!!!”. HanGeng, que tinha problemas com seu VISA e foi limitado a performar na Coréia do Sul, foi para a China para começar atividades por lá. No dia 19 de Abril de 2007, quatro membros do Super Junior (LeeTeuk, ShinDong, EunHyuk e KyuHyun) sofreram um acidente de carro que afetou profundamente a agenda e o progresso do grupo. Sendo o mais ferido, KyuHyun não foi liberado do hospital até quatro meses depois, por isso não pôde participar do single do grupo para SMTown, “(??) Full of Happiness”. Entretanto, o cover da música da boyband H.O.T. acelerou rapidamente nos charts da Coréia do Sul e da Tailândia e logo se tornou o hit número um dos charts internacionais da Tailândia, um mês depois.



  A fratura do femur do HeeChul de um acidente de carro em 10 de Agosto de 2006 e o acidente de carro de 19 de Abril impediram Don’t Don de ser lançado até 20 de Setembro de 2007. O grupo fez sua primeira performance para o álbum em 21 de Setembro de 2007, promovendo a faixa título “Don’t Don” no Music Bank da KBS. Foi a primeira performance em que o grupo performou junto com os 13 membros depois de um ano inteiro.
  Dentro dos três primeiros dias de lançamento, as vendas offline do álbum ultrapassaram a marca de 11,000, estreiando como número um e em uma competição com o novo lançamento de Lee Soo Young. Don’t Don encerrou as vendas de Setembro como número um, superando os álbuns de Lee Soo Young e WheeSung. 60,000 unidades foram vendidas na primeira semana de lançamento e cópias adicionais foram impressas. Depois de três meses de lançamento, Don’t Don vendeu 164,058 de cópias, se tornando o álbum com o melhor número de vendas do Super Junior. O álbum foi também o segundo “best-seller” de 2007, com 26,940 de cópias a menos do que “The Sentimental Chord” do SG Wannabe.


  “Don’t Don” alcançou rapidamente os charts musicais uma semana depois do lançamento. “Don’t Don” ganhou seu primeiro reconhecimento, o SBS Inkigayo Mutizen Song, em 21 de Outubro de 2007 e depois no M!Countdown da M.NET, dividindo a música número um com “Everyday” do V.O.S em Novembro.Diferente do single “U”, “Don’t Don” foi divulgado por um período curto. Super Junior rapidamente rumou para seu segundo single, uma balada R&B “Marry U”, uma nova versão do que apareceu na versão “repackage” de Don’t Don. O videoclipe foi disponibilizado para download em 13 de Novembro de 2007.
  Apoiado pelo lançamento de Don’t Don, o Super Junior foi nomeado em sete categorias diferentes no 2007 M.NET/km Music Festival que aconteceu no dia 17 de Novembro de 2007. O Super Junior ganhou três dessas categorias, incluindo Netizen Choice Award e Mobile Popularity, sendo o maior vencedor da noite. O grupo ganhou Melhor Artista do Ano (Daesang), dito por muitos o prêmio máximo de reconhecimento da noite. O Super Junior coletou mais dois awards em 14 de Dezembro de 2007 no 2007 Golden Disk Awards, uma cerimônia baseada no sucesso de discos. Embora vencido pelo SG Wannabe no Daesang, o Super Junior ganhou um Bonsang e o TPL Anycall Popularity Award, que era noticiado como vencedores esperados pela mídia antes do sucesso de Don’t Don.




    Em 2 de Outubro de 2007, o empresário e a gravadora do grupo anunciaram oficialmente um terceiro sub-grupo do Super Junior, o Super Junior M, um sub-grupo designado para o mercado chinês. O Super Junior M debutou na China no dia 8 de Abril de 2008 no 8th Annual Music Chart Awards e com o lançamento de seu primeiro videoclipe, “U”. A publicação do novo sub-grupo criou uma polêmica entre fãs e a companhia: os fãs não apoiavam a companhia por adicionar novos membros ao sub-grupo. Respondendo pela popularidade do Super Junior pela Asia, o grupo está fez sua primeira turnê asiática, chamada “The 1st Asia Tour – Super Show”. A tour iniciou em 22 de Fevereiro em Seoul e em 24 de Fevereiro no Olympic Fencing Gymnasium no The Seoul Olympic Park. A tour cobriu nove cidades diferentes, incluindo Beijing, Shanghai, Bangkok, Taipei, Kuala Lumpur, Tokyo, and Hong Kong. Os organizadores decidiram adicionar um show extra no dia 22 de Fevereiro, devido ao grande sucesso das vendas.




  Nos dias 8 e 9 de Julho de 2008, foi realizado o primeiro fã-meeting no Japão, no Nippon Budokan em Tóquio, em comemoração da inauguração do site oficial japonês, que aconteceu no dia 1º de Abril de 2008. 12 mil tickets para o evento foram esgotados em alguns dias. Depois desse dia, o grupo lançou um single japonês chamado “U/TWINS”, que contava com uma versão japonesa da música “U” na versão limitada.
  O single ficou em #4 no chart diário da Oricon no primeiro dia, e caiu apenas quatro posições no segundo.
  O single quebrou um novo recorde por ser o primeiro single coreano a ficar no top 10 do chart semanal da Oricon. Em 2 de Agosto de 2008, Super Junior expandiu seus horizontes para Genting Highlands, Malaysia, sendo um dos dez convidados top performers no MTV Asia Awards 2008 junto com outros artistas internacionais, como OneRepublic e Jabbawockeez. Eles foram o terceiro artista da SM a ganhar na cateroria Artista Favorito da Coréia no MTV Asia Awards depois de Kangta e BoA, e o segundo grupo musical a ganhar o prêmio depois de JTL em 2003.



  O terceiro álbum do Super Junior, SORRY SORRY, foi lançado no dia 12 de Março de 2009. A música título do álbum foi realizada digitalmente em 9 de Março de 2009. Em menos de uma semana depois das pre-orders serem anunciadas, mais de 150 mil cópias foram reservadas. SORRY SORRY foi o primeiro álbum deles a estreiar em #1 no Hanteo Charts e vendeu mais de 29 mil cópias no primeiro dia, superando o recorde de Seo Taiji de 25 mil. As promoções para o álbum começaram em 13 de Março com a performance de “SORRY SORRY” e “Why I Like You” no Music Bank. Duas semanas depois, “SORRY SORRY” se tornou a música número 1 da semana no mesmo programa. Durante a performance do grupo no Inkigayo no dia 15 de Março, as votações foram a mais de 14%, o maior nos últimos anos.
De Março a Maio, “SORRY SORRY” coletou o total de dez prêmios de número 1 consecutivos na Coréia, tendo o single se tornando um sucesso nacional e internacional. “SORRY SORRY” encontrou sucesso em outros países da Ásia, optando pelo grupo a se tornar o único representante estrangeiro pela segunda vez do Taiwan’s annual Golden Melody Awards.


  Uma turnê foi feita pelo SUJU para apoiar o seu terceiro álbum de estúdio, Sorry, Sorry, a turnê era denominada Super Show 2.  A turnê começou com três shows em Seul, na Coreia do Sul em julho de 2009 e era esperado para turnê, a participação do grupo em 15 cidades na Ásia, embora apenas nove outras cidades foram realmente incluídas na turnê. A turnê terminou em abril de 2010. Pouco depois de Super Junior começou suas promoções em " It's you", a SM anunciou através de sites de portal de notícias coreano da turnê do grupo na Ásia. A turnê foi anunciada oficialmente em 03 de junho de 2009, quase três meses após o lançamento de Sorry, Sorry.  A turnê começou oficialmente em Seul a partir de julho 17-19. Depois de Seul, o show excursionou Hong Kong e outras cidades asiáticas. Os bilhetes para o concerto de 17 de julho foram colocadas para leilão online em 16 de junho e todos os ingressos foram esgotados em 10 minutos. 



  Apesar do sucesso comercial e de crítica, o grupo foi atormentado por tumultos legais e mudanças na formação durante a sua turnê. Embora Kibum fora mostrado nos anúncios e vídeos promocionais para Super Show 2, ele não participou oficialmente na turnê, e anunciou sua licença temporária do grupo para a promover sua carreira de ator. Em outubro de 2009, Kangin foi acusado de um DUI e hit-and-run depois de bater em um táxi estacionado.  Em dezembro de 2009, Han Geng entrou com pedido de rescisão do contrato de SM Entertainment, alegando que as disposições de seu contrato eram ilegais, duras, e contra os seus direitos. Ele partiu com o grupo e lançou seu álbum solo Geng Xin em julho de 2010, que vendeu mais de 510.000 cópias. No mesmo mês, Kangin anunciou sua pausa para cumprir o seu obrigatória de dois anos o serviço militar.



  Com a apenas dez membros, Super Junior partiu para lançar seu quarto álbum de estúdio, Bonamana, em maio 2010. Embora o álbum não tenha se saído tão bem como Sorry Sorry, ele vendeu mais de 300.000 cópias na Coréia do Sul, superando Sorry, Sorry. 
  Para promover o álbum, Super Junior embarcou em sua terceira turnê pela a Ásia: Super Show 3 em 2010 e 2011, e tinham concertos esgotados para cada parada. Em fevereiro de 2010, Super Junior lançou uma versão do filme em 3D de sua turnê, Show Super 3 em 3D em todos os CGV e cinemas Primus. O filme estreou em número seis nas paradas de bilheteria e saiu para se tornar o filme mais vendido na Coréia em 3D.  Depois da turnê, no Japão, eles lançaram "Super Show 3 '' uma espécie de álbum comemorativo em fevereiro de 2010, que estreou no número dois no Japão no que diz respeito à vendas online. A versão em DVD do 'Super Junior Edição Limitada Especial do Japão - Super Show 3' (se não me engano, este era o nome do álbum) também estreou em segundo lugar, enquanto a versão em CD estreou em décimo. Depois de seu sucesso comercial no Japão, o grupo lançou uma versão japonesa do Bonamana 's em junho de 2011, que estreou no número dois na parada de singles da Oricon Daily, vendendo mais de 59 mil cópias na primeira semana de lançamento. 


  O grupo participou do SMTown'10 World Tour e excursionou em Paris, Los Ageles e NY , realizando uma turnê fora da Ásia pela primeira vez. Super performances Junior foram bem recebidos pela mídia, e eles foram homenageados como "ícone Nacional da Cultura Pop da Coréia" por seu papel na propagação da onda Hallyu, recebendo o "Prêmio Cultura Arte Pop"  pelos Ministério da Cultura, Esportes e Turismo. Eles foram destaque na CNN no programa Talk Asia, e falaram sobre sua popularidade e estratégia para o avanço na indústria da música mundial. O grupo alcançou reconhecimento fora da Ásia, chegando a notabilidade na Europa, América do Norte e do Sul. Eles deram entrevistas exclusivas para revistas eslovenas e iranianas, e foram selecionados por fãs brasileiros como o grupo número 1 coreano pelos quais eles querem ser visitados.Tanto a TV Azteca do México e do Reino Unido, BBC, reconheceu o Super Junior como ícone principal do efeito Hallyu. 

  O Super Junior realizou uma conferência de imprensa de grande escala em 04 de agosto de 2011, coincidindo com o lançamento de seu quinto álbum de estúdio Mr. Simples. O álbum estreou no número um na Coréia, vendendo 287.427 cópias. O álbum ficou na parada como número um durante quatro semanas, e vendeu mais de 441 mil cópias na Coréia do Sul em outubro de 2011. Ele alcançou a posição número três no Billboard de álbuns no mundo e número 17 no Japão Oricon Chart álbum. O Título do álbum single " Mr. Simples" ganhou o primeiro lugar no primeiro dia de atuação do grupo no show de música M! Countdown. Em setembro de 2011, Heechul anunciou sua licença temporária do grupo após se alistar para. Após a saída de Heechul, o Super Junior começou sua primeira turnê mundial, o Super Show 4, em novembro de 2011. 
  Hoje, especificamente, A SM Entertainment finalmente revelou o título de seu álbum de inverno 2011 "The Warmest Gift". Cantada pelo Super Junior, "Santa U Are The One" apresenta cenas divertidas a partir do rótulo de "The Warmest Gift". Os fãs poderão ver seus artistas com uma aparência natural posando para as fotos e gravando as músicas no estúdio. Como foi relatado anteriormente, em notícias, o álbum tem 11 faixas todas cantadas em inglês para atender à crescente marca global da SM.


  Primeiramente, quero pedir desculpas desde já pelos possíveis erros que eu devo ter cometido ao longo do post. Falar de Super Junior não é fácil. Os meninos tem um loooongo histórico. E hoje mesmo, eu aprendi muita coisa que não sabia.  Qualquer coisa, peço a ajuda de vocês para que eu possa corrigir algum erro brutal e que pra mim passou despercebido. Bom, passei a tarde fazendo este post, e foi nada mais nada menos que pra vocês. :) Não deixem de visitar nossa página no facebook e comentarem a respeito do post! Valeu galera.
Posted by Cecília On 19:32 14 comments READ FULL POST
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube